Crime De Amor chords

Zé Fortuna e Pitangueira

Key: 

  			INTRO A E7 D A   
   A	                        E7 
DESDE LINDOS TEMPOS QUE ERAM ESTUDANTES 
             D	               A 
OSVALDO E CLARICE SE AMAVAM DEMAIS 
            A7             D 
IGUAL DUAS AVES QUE NÃO CONHECIAM  
           E	      E7	 A E7 A 
DA VIDA ENGANOSA SEUS GOLPES FATAIS 
                              E 
UM DIA OSVALDO FORMOU-SE PRA MÉDICO  
        D	          A 
E ELA FORMOU-SE UM ANO DEPOIS 
            D	            A 
CASARAM E FORAM EM LONGA VIAGEM 
           E       E7	      A 
DE LUA DE MÉL BEM FELIZES OS DOIS 
                             INTRO A E7 D A   
                             E 
CLARICE NA VIAGEM AO MARIDO PEDIU 
               D	       A 
SE UM DIA UMA DOR A FIZESSE SOFRER 
               A7	        D 
MELHOR QUE A MATASSE, POIS DESEJARIA  
              E	      E7       A E7 A 
MIL VEZES A MORTE DO QUE O PADECER 
                              E 
PASSARAM-SE OS ANOS UM DIA CLARICE 
          D	             A 
DOENÇA INCURÁVEL PEGOU PRA MORRER 
            A7	              D 
O DOUTOR LEMBROU O PEDIDO DA ESPOSA  
               E      E7         A 
QUE NUNCA NO MUNDO A DEIXASSE SOFRER 
                               INTRO A E7 D A   

                            E 
E UMA INJEÇÃO DE TERRÍVEL VENENO 
             D	               A 
NO BRAÇO DA ESPOSA APLICOU A CHORAR 
            A7	             D 
ENQUANTO INJETAVA O VENENO DIZIA 
           E      E7         A E7 A 
AGORA MEU BEM VOCÊ VAI DESCANSAR 
                                E 
OLHANDO NO ROSTO DA ESPOSA FOI VENDO 
              D	                     A 
SEUS OLHOS PARANDO E COBRINDO DE UM VÉU 
              A7	          D 
QUAL DUAS ESTRELAS PERDENDO SEU BRILHO 
                  E               E7      A E7 A 
COBRINDO-SE AOS POUCOS COM AS NUVENS NO CÉU 
                              INTRO A E7 D A   

          E7	                 A 
ELE ENLOUQUECEU VENDO O CORPO GELANDO 
	      D         	A 
DAQUELA QUE AMAVA COM TANTO FERVOR 
            A7	                D 
MATOU PRA ATENDER O PEDIDO DA ESPOSA 
              E   	E7       A E7 A 
TOMANDO-LHE A VIDA PRA LIVRAR DA DOR 
                                E 
ASSIM ENCONTRARAM CLARICE SEM VIDA 
             D                      A 
E OSVALDO BEIJANDO SEUS LÁBIOS SEM COR 
             D                      A 
SORRINDO E CHORANDO, GRITANDO QUE VIESSEM 
                E	  E7        A D A E E7 A 
VER QUANTO FOI LINDO SEU CRIME DE AMOR